Onisciente: a série que ajuda a repensar a segurança pública

Por Thainá Sales: Onisciente (2020) é uma série brasileira da Netflix, dirigida por Isabel Valiante e Júlia Pacheco Jordão, que apresenta uma sociedade vigiada 24h por dia, gravada por micro-drones capazes de registrarem qualquer infração a segurança pública[2]. Assim, devido ao medo da população em relação ao sistema, o índice da criminalidade supostamente cai, e todas as irregularidades são registradas por um computador central, tendo níveis diferentes de punição (como multas ou a própria prisão). Deste modo, a “privacidade” dos indivíduos não seria quebrada, uma vez que a vigilância seria completamente automatizada. Funcionando há décadas, o sistema é um “exemplo” às cidades vizinhas, como uma referência no controle da criminalidade.

CINE-FRANÇAIS: Police, au coeur du chaos / Polícia no centro do caos

postado em: Imprensa, Visão Periférica | 0

O longa investiga o modelo de aplicação da lei e da ordem na França, expondo as cenas de violência durante as manifestações dos “coletes amarelos”, um movimento contra o aumento dos preços dos combustíveis e do alto custo de vida. Portanto, questionando se a polícia passou dos “limites” para conter os manifestantes.