#MeuPrimeiroAbusoPolicial: uma campanha para denunciar abusos em abordagens policiais

Fonte: Ponte Jornalismo

30/05/2017 

Pessoas de diversas cidades brasileiras aderiram à campanha lançada pela Revista Raça, e começaram a postar nas redes sociais relatos sobre a primeira vez que sofreram abusos em abordagens policiais.

O movimento foi iniciado pela revista no dia 16 de maio, entretanto, o maior número de relatos com a hashtag #MeuPrimeiroAbusoPolicial aconteceu nesta terça-feira (30/5).

Desde o lançamento da campanha foram postados relatos de abusos de policiais nas cidades de Rio Grande (RS), Belém (PA), Salvador (BA), São Paulo, Osasco e Franca (SP), Governador Valadares (MG), Rio de Janeiro e Barra Mansa (RJ).

De acordo com a revista, a ideia da campanha é debater a violência policial contra negros. A maioria das publicações é feita por jovens negros do sexo masculino, mas o relato de Rubens Pires Osorio mostra que a campanha vai além da proposta do periódico. “Sou branco, classe média alta, e nem por isso escapei”, diz Osorio no início de sua postagem.

Embora os relatos sejam publicados no Facebook, existem também compartilhamentos da hashtag no Twitter, que limita a quantidade de caracteres. O jornalista Cesar Gouveia, que postou no Facebook uma história sobre a primeira vez que sofreu abuso da polícia, afirma que achou a hashtag no Twitter.

Para Gouveia, apesar de expor as pessoas que publicam os relatos, “talvez essa seja a primeira vez que as pessoas se mobilizam para mostrar que os abusos são constantes e de diversas formas”.

Essa campanha nasceu um ano e meio depois da grande adesão das hashtags #MeuPrimeiroAssédio e #MeuAmigoSecreto, que relatavam situações de assédios sexuais e outras situações machistas.

https://ponte.org/meuprimeiroabusopolicial-campanha-traz-relatos-sobre-abusos-em-abordagens-policiais/