Foto de perfil

Eduardo Armando Medina DynaOffline

    • Eduardo Armando Medina Dyna

      Eduardo Armando Medina Dyna

      6 meses, 2 semanas atrás

      A complexidade e o enigma do Primeiro Comando da Capital: uma análise do surgimento sóciohistórico da facção

      Resumo: A sociedade brasileira nas últimas décadas foi perpassada por graves problemas sobre a segurança pública e a questão das cidades urbanas, designando novas complicações sobre violência, insegurança e criminalidade na vida cotidiana do povo brasileiro, surgindo a partir da década de 1980 e 1990, as denominadas organizações criminosas, facções oriundas das atividades ilegais e do sistema prisional, em especial, a organização Primeiro Comando da Capital (PCC). Desta forma, o objetivo deste artigo é investigar a construção do surgimento do PCC, averiguando sua origem e seus elementos complexos das atuações políticas, econômicas, simbólicas, culturais, sociais e institucionais. O intuito é compreender esse primeiro momento de criação da facção, indo além da visão estereotipada e opaca. Foi utilizado o método qualitativo, através de uma revisão bibliográfica sobre as principais referências teóricas e especialistas sobre o objeto de pesquisa. O Primeiro Comando da Capital, surgido em 1993 em uma cadeia no interior do estado de São Paulo, é atualmente, a maior facção do Brasil, estando presente em todo território nacional e também em regiões da América Latina, tornando-se um objeto complexo e místico na opinião pública, nos discursos governamentais e no âmbito acadêmico.

      Palavras-chave: Primeiro Comando da Capital (PCC); sociologia da violência; crime organizado; segurança pública; crime.

      89588-360150-1-SM.pdf
      234.84 KB
      Download

    Sobre mim

    medina.dyna@observatoriodeseguranca.org

    Mestrando do Programa de pós graduação em ciências sociais (stricto sensu) na Universidade Estadual Paulista (UNESP) - campus de Marília, na linha 1: Pensamento Social, Educação e Políticas Públicas (2021-2023). Pós graduando (lato sensu) em Políticas Públicas e Projetos Sociais pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC). Formado em licenciatura plena do curso de Ciências Sociais da Universidade Estadual Paulista - UNESP campus de Marília (2016-2019). Formado em Bacharelado do curso de Ciências Sociais (2016 - 2021). Foi bolsista do Programa de Educação Tutorial - PET de Ciências sociais (2017-2019) tendo desenvolvido diversas atividades interdisciplinares nos eixos ensino, pesquisa e extensão no que abrange a graduação das ciências sociais. Foi bolsista FAPESP, produzido uma pesquisa sobre as disputas de poder entre o PCC e a PM na chacina de 2015 em Osasco (2020). Participa do Grupo de Estudos em Segurança pública (GESP) e do grupo de pesquisa Observatório de Segurança pública (OSP), ambos coordenados pelo Prof°Dr° Luís Antônio Francisco de Souza. Atualmente pesquisa na área das ciências sociais, no campo da segurança pública violência e sociologia urbana, pesquisando sobre relações de poder, violência urbana, periferias, organizações dos presos, facções, drogas, criminalidade, questão prisional e políticas de segurança pública.

    Media

    Mantenha contato